Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2011

Juan Of The Dead

Esse filme é candidato a Cult do Ano e deve ser tornar um clássico imediato do gênero. "Juan Of The Dead" ou "Juan De Los Muertos" é um filme cubano de zumbis. Pelo trailer, dá pra ver que a película é tão tosca quanto divertida. O diretor e roteirista Alejandro Brugués vem realizando seu filme a quatro anos e a previsão é dele ser lançado ainda em 2011.

      Na história: 50 anos após a revolução socialista, surge a revolução zumbi! E Juan se torna o herói matador de zumbis, acompanhado de um séquito de ajudantes, incluindo um ás do estilingue.       Não sou muito chegado em filmes tosqueira, principalmente porque a grande maioria é uma grande bobagem sem originalidade, como "Matadores De Vampiras Lésbicas". Mas este parece bastante promissor, como foi o clássico cult "El Mariachi", que lançou Robert Rodriguez.

Faroeste Caboclo - O Filme - Primeiras Cenas

Para quem ainda está por fora: a música da Legião Urbana está sendo transformada em filme. A saga de João de Santo Cristo criada por Renato Russo vira carne e osso na pele de Fabrício Boliveira, Ísis Valverde, Felipe Abib e Antônio Calloni, sob a direção certeira de René Sampaio. Já fiz outras postagens sobre o filme AQUI, AQUI e AQUI.

     As filmagens já terminaram, e a película está em fase de finalização. A previsão de lançamento é para o início de 2012. No site oficial (www.faroestecaboclo.com.br), foi publicado um vídeo com algumas cenas do filme, as primeiras liberadas até agora.      Para quem viveu os anos 80 em Brasília, tem banho no Lago Paranoá e roda de violão na Esplanada de madrugada: nada mais no clima!      Segue o vídeo:

* Mais postagens sobre o filme AQUI

James Iha - Let It Come Down

Alguns discos conseguem extrapolar a individualidade das músicas. São feitos para serem escutados inteiros, com cada faixa completando um todo sonoro. Como várias cenas que juntas, dão sentido a um filme. Um bom exemplo é o "Excuses For Travellers" do Mojave 3, que eu postei AQUI, outro é este álbum: "Let It Come Down", do James Iha.

      Para quem não conhece o cara, ele foi guitarrista da Smashing Pumpkins até 2000, quando a banda acabou. E quando ela voltou, em 2007, ele preferiu ficar de fora. De lá pra cá, ele fez parte de vários projetos: produzindo, remixando e tocando, principalmente com a banda A Perfect Circle, de rock alternativo.        Este é o único disco solo de James Iha até o momento. Há a previsão do segundo ser lançado ainda este ano, treze anos após o primeiro, mas nada confirmado.       O álbum tem dez canções folk, delicadas e com ótimas melodias. A voz de James é pequena, às vezes é quase um sussurro, e combina perfeitamente com o clima int…

Atlantis

De todas as lendas, a que sempre me fascinou mais foi a da Atlântida: a cidade ou continente perdido. Existem muitas histórias sobre a suposta civilização submersa: várias são bastante fantasiosas, chegando a mostrar a população atlante vivendo nos dias de hoje no fundo do mar. Não é o caso deste livro. Ele foca a descoberta das ruínas e reconta a possível história por trás do mito de forma bastante original e realista.
       O canadense David Gibbins é um misto de Indiana Jones, Jacques Costeau e Dan Brown. Ele é um dos mais renomados arqueologistas marinhos do mundo. Como escritor, ele fez uso de toda sua experiência e conhecimento para escrever thrillers com ação, suspense, fatos históricos e lendas. E também foi muito bem sucedido nessa área. Seus cinco livros são bestsellers, tendo vendido no mundo inteiro quase dois milhões de cópias. No Brasil foram publicados quatro deles, sendo "Atlantis" o primeiro.       A trama aqui é muito boa, centrada no personagem Jack H…

Além Da Vida

Há muito tempo Clint Eastwood já mostrou sua extrema sensibilidade como diretor. Neste filme ele entra na área espiritual de leve, com o foco nas pessoas. E é principalmente por essa abordagem humana, que o filme emociona sem cair no dramalhão. Afinal, o assunto morte e pós-vida sempre é delicado e na maioria das vezes resvala para lágrimas gratuitas.


     A história tem três subtramas que se cruzam: uma jornalista francesa que presencia um tsunami e sobrevive, um ex-vidente norte-americano que tenta levar uma vida normal, e um garoto inglês que perdeu o irmão gêmeo.     Com um elenco e locações internacionais, e a direção um tanto contida (com exceção da cena inicial), o filme foge dos padrões norte-americanos. O elenco é todo muito bom e convincente, com destaque para Cécile de France e Matt Damon, a jornalista e o ex-vidente.     Não sei se a idade já avançada de Clint pesou na escolha do tema do longa-metragem, mas o resultado é extremamente positivo. Um filme bonito e cativant…

Fujiya & Miyagi

O Fujiya & Miyagi não é uma dupla. Ao contrário do que possa parecer, é uma banda inglesa de eletro-rock com quatro integrantes, e com cinco discos lançados. Eles já se apresentaram no Brasil duas vezes: em 2008 e em maio deste ano.

      O que me chamou a atenção deles foi um clipe, enviado pela minha amiga Nadine, chamado "Ankle Injuries". O vídeo é uma animação toda feita com dados, muito bem feita, com um resultado sensacional! Além disso, a música é gostosa de ouvir.          Segue o clipe bacana de "Ankle Injuries" e o simpático "Collarbone".


Pai e Filho

Adorei esse livro! O autor inglês Tony Parsons conseguiu o equilíbrio perfeito entre diversão e emoção, numa história simples e inteligente, empolgante e reflexiva.

      O personagem principal é Harry Silver, produtor de tv, casado com uma bela mulher, Gina, e pai de um garotinho adorável, Pat. Harry vai fazer trinta anos e começa a se sentir apreensivo com os rumos de sua vida. Então, uma série de acontecimentos viram sua vida de cabeça para baixo: ele compra um carro esporte caro, transa com uma colega de trabalho, sua esposa descobre e sai de casa, ele perde o emprego e tem que assumir sozinho a criação do filho por uns tempos. Aos poucos Harry vai estabilizando sua vida, amadurecendo e assumindo seu real papel de pai.       Quando comecei a ler o livro, achei que o título se referia apenas a essa relação entre Harry e seu filho. Mas a história vai além, explorando bastante a relação de Harry com seu pai. Tudo isso é muito bem desenvolvido no livro, envolvendo o leitor e emocio…

Blue Valentine (Namorados Para Sempre)

O título que deram a este filme no Brasil é ridículo, fora do contexto. Dá a entender que é um filme romântico, engraçadinho, mas não é. É uma história de amor e desamor, um drama.       A trama mostra o casal Dean (Ryan Gosling) e Cindy (Michelle Williams) em dois momentos diferentes: casados com uma filha, e anos antes, quando se conheceram. As cenas se alternam entre o passado romântico, promissor, com a câmera inquieta; e o presente enfadonho, sem perspectivas, com planos longos e estáticos. 

      O diretor e roteirista Derek Cianfrance mescla muito bem o presente incerto e deprimente, com as sequências do passado lúdico, que aos poucos vão revelando fatos importantes, determinantes para a situação atual. Mas o que mais chama a atenção são as atuações magníficas do casal protagonista. A Michelle Williams foi indicada ao Oscar por esse papel.        Destaque para a linda cena em que Dean toca banjo e canta para Cindy dançar. Um momento simples e mágico, como todo início de uma …

Amy Winehouse

Com a morte de Amy Winehouse toda a mídia se dedica a falar de seus escândalos, sua dependência e a relação com sua morte repentina, e por final sua música.

      Lamento seu falecimento precoce e todo o talento que o mundo perdeu. Seus dois discos lançados são muito bons: "Frank" e "Back To Black". Mesmo não inovando, ela deu um novo brilho para a soul music, com sua voz poderosa, atitude e boas músicas. E acabou abrindo espaço para diversas outras artistas com estilos ou vozes semelhantes como: Adele, Duffy e Corinne Bailey Rae.        Espero que ela seja lembrada mais pelo seu legado musical do que por seus problemas com álcool e drogas.       Seguem alguns clipes e um dueto com Jools Holland em seu programa, mostrando como ela era uma magnífica cantora:





Local Vocal

O Local Vocal é um grupo vocal dinamarquês. Eles fizeram uma gravação muito legal acapella (sem instrumentos) de sucessos da dance music dos anos 90. No vídeo estão os vinte integrantes cantando simultaneamente. O resultado é ótimo e muito dançante!

Os Vagabundos Iluminados

Outro livro de Jack Kerouac, sim! Sou fã do cara e acho ele um dos melhores escritores norte-americanos, tanto pela sua obra, quanto pelo legado deixado. Ele influenciou meio mundo, deixando sua marca na cultura mundial.

      Neste romance, escrito na década de 50, ele antecipa o espírito hippie numa trama com viagens de mochila nas costas, sexo liberal, harmonia com a natureza, anti-consumismo e zen-budismo.       Ray Smith é um escritor iniciante que busca algo mais na vida, e encontra por meio seu amigo filósofo doidão, Japhy Rider, o caminho da iluminação. Eles amam a natureza, gostam de se isolar, subir montanhas, beber vinho barato, participar de orgias, festas, se isolar novamente e rezar para Buda. Por fim, Ray se oferece para um trabalho de vigia de incêndios numa cabana isolada no Desolation Peak (experiência que o próprio Kerouac viveu) e acaba se "encontrando".      No mesmo estilo "fluxo de consciência" tão típico do autor, o ritmo aqui é desaceler…

É Proibido Fumar

Mesmo multipremiado, este filme não teve o espaço devido nos cinemas, nem muita atenção da mídia. Mas merece ser visto!       O longa-metragem é uma mistura de comédia, romance e suspense, e tem atuações formidáveis de Glória Pires e Paulo Miklos. Ambos receberam prêmios de melhor atriz e ator no Festival de Brasília, bem como de melhor filme e direção (que se repetiu no Festival do Rio).
      Na trama, Baby (Glória Pires) vive sozinha no apartamento herdado da mãe, sobrevivendo com aulas de violão e fumando sem parar. Logo, o músico Max (Paulo Miklos) se muda para o apartamento ao lado e ambos se apaixonam. Mas uma antiga namorada de Max ainda o persegue e ela acaba sofrendo um acidente.       A história é simples, sem muitas reviravoltas, mas extremamente cativante, com um final bastante original. Mas o ponto forte do filme é o casal central, juntos e separados, já mais velhos, cheios de manias, e com uma intimidade muito convincente.       A diretora Anna Muylaert (de Durval Dis…

Mojave 3

Esta é uma de minhas bandas preferidas. O som deles é um folk lentinho com violões, às vezes com o pé no country, delicado, meio alternativo e gostoso de ouvir. 

      A banda existe desde 95 e já lançaram 5 álbuns, sendo o último, "Puzzles Like You", em 2006. Eles deram uma parada desde 2008 e este ano voltaram a fazer shows. Devem lançar material novo em breve.

      Conheci a banda pelo maravilhoso terceiro disco: "Excuses For Travellers", um de meus favoritos de todos os tempos! Neste álbum, as canções são simples, mas com melodias ótimas, como "Return To Sender", "In Love With A View" e "Got My Sunshine".


     A arte da capa e encarte são no mesmo clima toda em esboços de desenhos. Quem quiser conhecer, pode baixar AQUI!

      Outro álbum muito bom é o segundo da carreira: "Out Of Tune", com a ótima "Give What You Take". Dois integrantes também lançaram bons discos solos: Neil Halstead e Rachel Goswell, com u…

Laurel Canyon - Lisa Cholodenko

Este filme foi lançado em 2004 sem nenhum alarde, mal divulgado e distribuído, e com um ridículo subtítulo: "A Rua Das Tentações". Uma pena, pois é um ótimo longa-metragem!      Na trama, Sam (Christian Bale) e sua namorada Alex (Kate Beckinsale) se mudam para Los Angeles para ele fazer sua residência em psiquiatria. Eles planejam ficar na mansão desocupada de sua mãe, Jane (Frances McDormand), uma produtora musical renomada. Mas ao chegarem, Jane está finalizando o disco de uma banda inglesa, e namorando o vocalista,Ian (Alessandro Nivola). Alex acaba se encantando por Jane e Ian, e o rock 'n roll way of life, enquanto Sam se sente atraído por uma colega de trabalho.

      A princípio a história parece girar em volta do conflito entre o filho certinho, Sam, e a mãe doidona, Jane. Mas o filme vai além, com cada personagem se descobrindo, conhecendo um lado seu inexplorado.     As interpretações são excelentes! Todo o elenco está muito bem, com destaque para France…

Os Subterrâneos

Diz a lenda que Jack Kerouac escreveu esse romance em três dias e três noites. Para quem começa a ler (e não consegue mais parar) fica fácil de entender o porquê: a narrativa é um turbilhão em ritmo de jazz. Longos parágrafos misturando relato e reflexões, passado e presente.

      O livro conta a ascensão e queda da paixão de Leo Percipied por Mardou Fox na São Francisco underground dos anos 50. Leo é um escritor beat boêmio, doidão e um tanto inseguro; Mardou é linda, exótica, louca por jazz, liberal e musa dos Subterrâneos (a turma de poetas e escritores marginais).         Antes de ficarem juntos, Leo já fica obcecado por ela, e essa obsessão o leva do céu ao inferno em seus sentimentos por Mardou. Eles se apaixonam loucamente, mas Leo vive cheio de dúvidas, ciúme e uma dose de preconceito (Mardou é meio índia e negra).        O livro soa um pouco repetitivo e confuso em certos momentos: Leo sente a paixão diminuir, se afasta dela, mas não se conforma em perdê-la. Mas o texto d…

Djavan

Passei os últimos dez dias no Rio De Janeiro, de férias. Mesmo com receio, por tudo o que vemos na mídia sobre a violência e a falta de segurança por aqui, a beleza da cidade ainda prevalece. 

      Não sei dizer bem o porquê, mas Djavan sempre me soou como a trilha sonora perfeita para a cidade. Não a fase inicial, mais MPB. Me refiro à fase posterior, com mais swing.       Deixo aqui alguns clipes dele que, para mim, têm a cara do Rio:




Meia-Noite Em Paris

Woody Allen é um dos maiores diretores da história. Com o lançamento de "Meia-Noite Em Paris", ele completou 47 obras cinematográficas, e ainda consegue surpreender o público.       Mesmo tendo como personagem principal o tipo comum a vários outros filmes seus: o escritor intelectual gente boa e atrapalhado, e usando alguns elementos recorrentes em comédias românticas, Woody consegue construir uma história bela e maravilhosa.

      Viajando a Paris com a noiva (Rachel McAdams), o roteirista e escritor principiante Gil Pendler (Owen Wilson) acidentalmente vai parar nos anos 20, época de seus grandes ídolos: Scott Fitzgerald, Ernest Hemingway e Cole Porter, entre outros. Além de pedir conselhos literários para seu livro, acaba se apaixonando por Adriana (Marion Cotillard), musa de Pablo Picasso e outros pintores.       Usando o realismo fantástico, o diretor reúne na mesma história os artistas já mencionados acima, mais: Gertrude Stein, Josephine Baker, Buñuel, Man-Ray, Sal…

Rock And Roll

Dia 13 de julho é o Dia Mundial do Rock. Em homenagem à melhor invenção musical da história, vou falar sobre o livro "Rock And Roll - Uma História Social", de Paul Friedlander.


      Esta obra é o mais completo relato sobre as origens do Rock e todo o desenvolvimento até os dias de hoje. Cobrindo desde o rock clássico, passando pelo rock de San Francisco, pelo punk, soul, heavy metal, grunge e pop-rock. O livro conta  a história de vários artistas como: Chuck Berry, Little Richard, Elvis Presley, The Beatles, Rolling Stones, Bob Dylan, Marvin Gaye, Led Zeppelin, The Who, Queen, Nirvana,  entre vários outros.
      Além de retratar os acontecimentos, o livro também analisa o Rock enquanto fenômeno de massa, sociológico e cultural, e seu impacto comportamental e musical.         O autor é um expert sobre o assunto, é professor da Universidade do Oregon no curso de "História do Rock".          Muito bem escrito e indispensável aos amantes do velho e bom Rock 'n …

No Sufoco

Chuck Palahniuk é brilhante! Sua forma de abordar e desenvolver a história, a construção dos personagens e sua visão do mundo são únicos. Ele conseguiu criar um estilo tão próprio, que é até difícil de ser imitado. Juntando tramas inteligentes, muita informação, escatologia, suspense e um tanto de subversão, ele consegue sempre fugir da obviedade. O maior exemplo é o clássico moderno "Clube Da Luta".       Nesta obra não é diferente. Partindo já do início, onde o protagonista aconselha o leitor a não ler o livro, percebe-se que o que vem a seguir não é nada comum. E não é mesmo. 

    Victor Mancini é um golpista, sexólatra e ex-estudante de medicina. Ao mesmo tempo em que ele aplica golpes, engasgando em restaurantes para pedir dinheiro, ele também trabalha num parque temático, imitação de uma vila colonial. Isso tudo para bancar a mãe esclerosada, que já não o reconhece, internada em uma clínica caríssima.        Em meio a reuniões dos Sexólatras Anônimos, em que ele mal …

Um Lugar Qualquer

Este filme é o quarto longa-metragem de Sofia Coppola, filha do lendário Francis Ford Coppola. "Um Lugar Qualquer (Somewhere)" ganhou o Leão de Ouro no Festival de Veneza e dividiu opiniões.       A história é bem simples: superastro de Hollywood vive uma vida vazia e irreal até que sua filha, que ele mal convive, passa alguns dias com ele e o faz querer mudar.      Os dois atores principais estão muito bem (Stephen Dorff e Elle Fanning), principalmente a menina, que ilumina todas as cenas em que aparece. A fotografia é bela, colorida e natural; informal como um documentário.

     O filme tem poucos diálogos e longas sequências, para evidenciar a solidão do personagem Johnny Marco. E neste ponto, achei exagerada a duração das cenas. Já de início é obvio o tédio e a falta de perspectiva de Johnny. Ao reforçar isto, deixa a narrativa bem cansativa. Também achei o final um tanto bobo, principalmente para uma película premiada como melhor filme.        Mas vale a pena assistir…

Bidê ou Balde - Popload Session

O Popload Session é um projeto do jornalista, colunista, curador do festival Popload Gig e DJ rocker Lúcio Ribeiro, partindo de seu próprio blog, o Popload.        A intenção do projeto é apresentar semanalmente dois vídeos de uma banda, sendo uma música própria e outra cover. Os vídeos são ao vivo, com a banda se apresentando em qualquer lugar. A primeira banda foi a Brollies & Apples, publicado em abril.

      No final da junho, a banda da vez foi o Bidê ou Balde, que eu já fiz uma postagem legal AQUI. As músicas são "Me Deixa Desafinar" e "Molly'sLips", cover do The Vaselines, que eu achei mais melhor que a original! Pra ouvir mais de uma vez!


VW Darkside / Greenpeace

O Greenpeace resolveu deixar um pouco de lado as ações mais radicais para atrair a atenção de outra forma: juntando crianças e Star Wars num vídeo para a internet.
      A nova campanha mira direto em uma das maiores empresas do mundo: a Volkswagen, por se opor á política de cortes de emissões de CO2 .


      De maneira muito inteligente, foi criada a Rebelião Jedi com o site vwdarkside.com e o vídeo, que se espalhou na internet com uma velocidade impressionante. Nele, crianças vestidas de personagens da saga Star Wars se opõe a um Darth Vader mirim e sua estrela do mal, com a logo da Volkswagen.

      Segundo a campanha, a empresa alemã está do lado negro da força, mas a Rebelião Jedi sente que pode trazê-la para o lado do bem, e mudar o rumo das coisas. No segundo vídeo, as forças de Luke Skywalker contra-atacam!       Veja os vídeos, entre no site e se junte à Rebelião!

Untitled from Repertório Criativo on Vimeo.
Untitled from Repertório Criativo on Vimeo.
* Os vídeos foram copiado…

Adele - Rolling In The Deep

"Rolling In The Deep" é o single de lançamento do novo disco da Adele "21". A música é ótima! Tanto que vem sendo reinterpretada de diversas formas, por diversos artistas diferentes.

       Quem quiser saber um pouco da Adele, fiz uma postagem sobre ela AQUI.        Abaixo seguem algumas releituras desta canção: Linkin Park quase a capella ao vivo; John Legend numa versão mais soul; um dueto na série Glee; além do clipe original, que é muito bom!




Miles Kane

Pouco conhecido no Brasil, Miles Kane é destaque na cena musical inglesa. Antes de partir para a carreira solo, ele fez parte da banda The Rascals e montou a The Last Shadow Puppets com Alex Turner, vocalista do Arctic Monkeys. Esse projeto paralelo de Alex fez muito sucesso com a música "The Age Of Understatement", dando crédito para Miles lançar seu primeiro álbum solo.

      O disco "Colour Of The Trap" é muito bom! Rock inglês com um pé nos anos 60, às vezes um pouco psicodélico, mas com uma batida contagiante! Destaque para as empolgantes "Inhaler", "Come Closer" e a ótima "Rearrange". Confiram os clipes:



Bubble Gum

Após ler os dois primeiros livros da escritora francesa Lolita Pille, percebe-se que ela acredita mesmo que o poder e a riqueza corrompem, trazendo infelicidade e infortúnio.

      Em sua obra anterior, "Hell: Paris 75016" (que eu comentei AQUI), ela já havia dissecado a vida fútil, prepotente e sem perspectivas da juventude milionária. Neste livro, "Bubble Gum", ela vai um pouco além, não apenas retratando mais um desprezível jovem bilionário: o mega playboy Derek Delano, onipotente e amoral. Mas também uma garota simples do interior da França, Manon, cujo objetivo na vida é ser famosa. Ela acaba inconscientemente se vendendo, entregando seus sonhos e futuro nas mãos de Derek. Ele vê nela a peça principal para seu novo jogo: a Ascensão e Queda de Manon.        Diferente do livro anterior, que todos os exageros reforçavam a futilidade e anormalidade dos personagens, e os tornavam detestavelmente críveis, aqui tudo soa sobrecarregado. Os personagens são fantasio…

Across The Universe

Este filme foi lançado no Brasil sem nenhuma atenção. Quando fiquei sabendo sobre ele, fui atrás, mas não consegui vê-lo no cinema. Acabei conseguindo um dvd pirata para matar a minha vontade, enquanto não saía oficialmente por aqui. E a película vale a pena: é maravilhosa!

       Só mesmo os Beatles para terem repertório suficiente (em quantidade e qualidade) para contar uma história apenas com suas músicas. O resultado é fantástico! São 33 músicas revisitadas, a maioria com arranjos um pouco diferentes, cantadas pelo elenco.

      Quase todo musical, o filme é uma história de amor. Nos anos 60, o inglês Jude (Jim Sturgess) vai para os Estados Unidos conhecer o pai. Lá, faz amizade com Max (Joe Anderson) e se apaixona por sua irmã Lucy (a bela Evan Rachel Wood). Outros personagens que reforçam as referências musicais são Sadie (Dana Fuchs) e Jo-Jo (Martin Luther McCoy), ambos emulações de Janis Joplin e Jimi Hendrix, respectivamente. Como pano de fundo tem-se a Guerra do Vietnã, …

Girls

Girls é uma banda, e não é de garotas. O grupo californiano é formado por dois caras: Chet "JR" White e Christopher Owens. Desde o lançamento de seu primeiro disco "Album", em 2009, eles têm sido elogiados pela crítica roqueira como uma das melhores revelações dos últimos tempos. O som deles é um rock garagem pop, ou um surf-rock "sujo", quase caseiro, com melodias muito boas. Independente do rótulo, o som deles é muito legal. A "Lust For Life" (não é a do Iggy Pop) dá vontade de sair pulando!

           No ano passado eles se apresentaram no Brasil, antes de lançarem o EP "Broken Dreams Club", o segundo disco deles, que tem o som bem mais "limpo", mas mantendo a mesma qualidade.

          Seguem três clipes deles, todos do primeiro disco. O clima dos clipes é o mesmo das músicas, meio caseiro e alternativo, mas bem legais!


O Segredo Dos Seus Olhos

"O Segredo Dos Seus Olhos" foi indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro e é uma das maiorias bilheterias do cinema argentino. Não é por menos. Esta película é um dos raros casos em que tudo funciona muito bem: roteiro, elenco, direção e fotografia.

      A história já começa impactante, com o estupro e a morte de uma jovem mulher casada. O funcionário do Tribunal Penal de Buenos Aires, Benjamín Espósito (o ótimo Ricardo Darín), vai investigar e fica comovido com o caso e pela paixão do marido pela esposa falecida. Benjamín, então, empenha-se ao máximo para achar o culpado com seu colega de trabalho alcoólatra, Pablo Sandoval, e sua superiora e paixão secreta, Irene Menéndez, (os também excelentes Guillermo Francella e Soledad Villamil).        Ao mesmo tempo na trama, 25 anos mais tarde, Benjamín está se aposentando e relembra deste caso: o que mais marcou sua vida, e decide escrever um livro. Assim, ele busca uma solução definitiva para o caso, numa tentativa de se…

Every Teardrop Is A Waterfall

O Coldplay é uma das minha bandas favoritas. Tenho todos os discos e simplesmente adoro o som deles! Mais pra frente eu faço uma postagem sobre eles mais abrangente.

      Esta semana  foi lançado o clipe do novo single deles: "Every Teardrop Is A Waterfall". E, como era de se esperar, fez sucesso imediatamente. Eu recebi inúmeros links pelo Facebook e pelo Twitter, e assisti várias vezes! A música é muito boa, pra cima, dançante, e o vídeo reforça esse clima: bonito, colorido e empolgante. É o Coldplay mandando muito bem novamente!      O novo álbum deve ser lançado em breve. Muito provavelmente, antes deles se apresentarem no Rock In Rio, no início de outubro. Segue o clipe, para se ver várias vezes:

Jackson Pollock - A História (De Mentira)

Jackson Pollock foi um pintor norte-americano expressionista abstrato. Inovador, ele não usava pincéis ou cavalete. Sua técnica consistia em gotejar ou espalhar a tinta sobre a tela com diversos instrumentos, estando ela no chão. Esta forma de pintura se chama action painting ou gestualismo.

      As obras dele são densas, cheias de nuances. Nunca vi um quadro dele pessoalmente, mas em foto, o efeito das camadas de tinta é de uma textura rica, com profundidade. Adoro arte abstrata! Minha mãe é artista plástica e eu gostaria muito de ter herdado esse talento dela.       Abaixo, algumas telas de Pollock:



     No excelente site sobre arte, mídias e tendências: updateordie.com, vi esta bela animação francesa de Léo Verrier. Uma homenagem em curta-metragem a esse grande artista, Jackson Pollock. Deslumbrante!
Dripped from ChezEddy on Vimeo.