Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2011

A Namorada Nº 44 De Harry Chess

Este é mais um livro "de homenzinho", uma comédia romântica masculina, como o "Nem Sonhando", que eu postei AQUI. Não que não vá interessar às mulheres, mas o ponto de vista do personagem principal, Harry Chess, muitas vezes beira o machismo. Minha irmã leu as primeiras páginas e me devolveu, pois achou "o cara um babaca"! Mas isso faz parte da graça da história!

      Na trama, Harry é um cara comum. Não é bonito nem feio, é meio fora de forma, tem um trabalho normal, é namorador e não acredita em fidelidade. Tudo o que ele almeja na vida é encontrar a mulher ideal: linda, inteligente e independente financeiramente.  Ele divide o apartamento com Gerard, seu oposto: sensível e inseguro, namorou apenas duas mulheres na vida e sofre por ter sido abandonado pelo amor da sua vida.        Um dia, um amigo dos dois morre e eles conhecem a ex-namorada dele: a mulher ideal. Ambos então entram numa disputa para conquistá-la, e Harry faz de tudo para que ela se…

Foo Fighters

Desde que eu vi o clipe de "Rope", música nova do novo álbum do Foo Fighters: "Wasting Light", fiquei pensando em fazer uma postagem do Foo Fighters. Com esse clipe, mais uma vez eles comprovam o talento da banda e do bandleader Dave Grohl.

      Esse tipo de vídeo, apenas com a banda tocando, não é para qualquer um: tem que ter "pegada"! Se a música não for boa, pára-se na metade e parte para outra coisa. O Foo Fighters é expert nesse estilo de clipe, sempre cheio de energia e com os músicos mandando ver.

     Outros clipe na mesma linha são "All My Life" do álbum "One By One" e "The Pretender", minha música favorita do Foo Fighters, do "Echoes, Silence, Patience & Grace". Este, além da banda, tem alguns elementos no final que são muito bons, e só. Mas com uma música dessas, quem precisa de mais?       Agora o Giovani não pode reclamar mais que eu não posto rock 'n roll no blog! Pra ouvir bem alto!



O Clube do Filme

Eu tinha uma expectativa diferente quanto a este livro. Pela sinopse achei que seria mais sobre cinema do que sobre a relação pai e filho, mas não é.       A trama é bem interessante, mas não é ficção, é um relato do que aconteceu com o autor: Após perceber o desinteresse total do filho adolescente pelos estudos, o pai resolve deixá-lo abandonar a escola, desde que assista com ele três filmes por semana.


      O autor, David Gilmour (não é o do Pink Floyd), é crítico de cinema, realmente conhece muito. Ele cita muitos filmes de diversas épocas, atores e diretores, além de suas observações pessoais. Em meio às sessões de cinema em casa, ele conta sua história e de seu filho Jesse, com o foco principal na vida do garoto.       O livro é bem escrito e envolve o leitor. Mas achei que em muitos momentos o autor exagera na atenção a fatos corriqueiros da vida de Jesse. Entende-se, é o filho dele, e demonstra o quanto ele o ama. Entretanto, às vezes soa pessoal demais. Não me emocionou mu…

Dido

Fiquei conhecendo o som da Dido por meio de uma ex-namorada, há vários anos atrás, com o belíssimo e multipremiado disco "No Angel". Eu me lembro que ouvi esse álbum incessantemente por bastante tempo. As músicas são um tanto tristes, mas todas muito boas. 

       Dido é inglesa, e além de muito bonita, tem uma voz gostosa e delicada. Ela começou a fazer sucesso por conta de um trecho de sua canção "Thank You", no hit de Eminem: "Stan".


       Suas músicas são lindas e emotivas, quase todas baladas. Eu simplesmente adoro ouví-la cantar! Ela já lançou 3 álbuns: "No Angel", "Life For Rent" e "Safe Trip Home", e deve lançar o próximo ainda este ano. Quem quiser baixar o primeiro, pode clicar AQUI!

        Ela recebeu vários prêmios como cantora, e por seus discos, principalmente os dois primeiros, e teve uma canção indicada ao Oscar pelo filme "127 Horas". Seguem clipes dos 3 álbuns, todos ótimos!





Renaissance

Quando se fala em animação, normalmente se vem a mente imagens coloridas, como boa parte dos (bons) filmes da Disney e Pixar. Há um bom tempo que os filmes animados deixaram de focar o público infantil, agradando tanto às crianças quanto adultos.        Mas muito pouco tem se visto de animações feitas para um público maduro, muito menos em preto e branco. Que eu me lembre, apenas "Persépolis". 

      "Renaissance" é um thriller francês todo em preto e branco, com muita ação e suspense. O visual da animação é belíssimo, bem noir, contrastando muito bem luz e sombra. O movimento dos personagens foi captado por sensores no corpo de atores, deixando a ação bastante real. Algumas sequências são muito envolventes, de tirar o fôlego!        A história se passa na Paris de 2054, onde uma geneticista é sequestrada. Um policial determinado se empenha a descobrir seu paradeiro com a ajuda da irmã dela. Mas acaba descobrindo uma conspiração da megacorporação que emprega a c…

Citação

"Bom mesmo é o livro que, quando a gente acaba de ler, fica querendo ser um grande amigo do autor, para se poder telefonar para ele toda vez que der vontade. Mas isso é raro de acontecer."           J. D. Salinger

Promoção: "Eu Quero Ser Personagem Do Novo Livro Do Maurício Gomyde"

O Maurício Gomyde é um escritor nacional muito talentoso. Já falei do primeiro livro dele: "Mundo De Vidro", AQUI.        Ele está finalizando seu segundo livro, ainda sem título, mas teve uma ideia muito boa para começar a criar interesse sobre ele. Faço questão de divulgar não somente pelo Maurício ser meu amigo, mas também por seu texto ser muito bom!

        Quem participar poderá virar personagem desse novo livro dele. Além disso, mais 50 livros serão sorteados entre os participantes. O regulamento da promoção está no blog dele: www.mauriciogomyde.com. Confiram! 

Hell: Paris - 75016

Este livro é cheio de frases como: "Sou uma putinha, daquelas mais insuportáveis. Meu credo: seja bela e consumista." ou "Sou jovem, bonito, rico e lúcido. E este é o detalhe que põe tudo a perder.". A princípio parece que o livro é apenas egolatria, prepotência, uma apologia ao consumismo e ao elitismo. Mas no fundo é uma história de amor. Doentia, egoísta, distorcida e inconsequente, mas ainda assim, uma história de amor.
      A trama do livro é bem simples: Hell é uma jovem bela, fútil, riquíssima, sem perspectivas e revoltada com a vida por conta disso. Um dia ela conhece Andrea, seu reflexo masculino, e se apaixonam. Mas nem o amor redime suas vidas.        Em meio a tantos nomes de lugares chiques, marcas famosas, modelos de carro, cocaína, champanhe, e sexo, percebe-se uma rotina das mais implacáveis. Segundo Lolita Pille, fazer parte dos 0,01 % dos 10 % mais ricos tem seu preço: a liberdade. Os jovens milionários são solitários, fazem a ronda das butiq…

Desinência no Bar Do Escritor

O Bar Do Escritor, ponto de encontro virtual de escritores e poetas independentes, do meu amigo e também escritor Giovani Iemini, publicou em seu blog (AQUI), um poema meu: "Desinência".
      Valeu Gigio!

      Publiquei este poema aqui no blog há algum tempo atrás. Segue novamente:

Desinência Desperto com sono Desligo o alarme Desnudo o pijama Despido no banho Desenho você no vapor do espelho Desjejum com café Descafeinado Desloco o pé Despencando da escada Desfilo trôpego Desanimado Desvio do tráfego Desfoco a dor Desejo um táxi ou uma carona Desabo no chão Descubro um café Desses parisienses Descanso sentado Descabelado e choroso Decido ligar e te ouvir Desmentir novamente - Desposar... - Deslize... - Desleal! - Desonesta! Desligo de súbito Desaforado Desnorteado Desolado Desonrado - Destilado duplo! Despejo tudo de uma vez Desopilo o fígado Desafogo com a moça ao lado Desabafo tudo Desocupo a cabeça Desobrigo do trabalho Desabrocho meus olhares para ela Deslumbrante Descasada Desimpedida Descubro afinidad…

Lóki - Arnaldo Baptista

Assim como o documentário "Ninguém Sabe O Duro Que Dei" sobre o Wilson Simonal, que eu comentei AQUI,  este também é obrigatório para todos que gostam de música brasileira. Não apenas os que viveram o auge dos Mutantes vão relembrar o quanto a banda e seu líder eram geniais, mas aqueles mais novos vão entender o quanto o Arnaldo Baptista influenciou o rock brasileiro.

      O filme é muito emocionante! Cheio de depoimentos de Sérgio Dias, Liminha e Dinho Leme (ex-integrantes da banda - faltou a Rita Lee!), além de familiares, amigos, músicos como Zélia Duncan, Lobão, Tom Zé, Gilberto Gil, Sean Lennon e do próprio Arnaldo. A película cobre desde a infância até os dias de hoje, com o Arnaldo se dedicando mais à pintura. Todo o acervo de imagens utilizado é riquíssimo, com cenas de festivais, filmagens caseiras, até cobertura dos shows apoteóticos de retorno da banda.


          Mesmo centrado na figura do Arnaldo, boa parte do filme é sobre os Mutantes: com a Rita, sem a Ri…

Nem Sonhando

Este livro é muito engraçado, daqueles para ler nas férias, dando boas risadas!        Partindo de uma situação que (quase) todo homem um dia vai passar: o pedido de casamento, o autor cria uma história hilária e envolvente de um homem que tem aversão ao matrimônio. Johnny Riley é um inglês que adora futebol, tomar cerveja com os amigos, seu cachorro Mutley e sua bela namorada. Um dia ele toma coragem e faz a ela o pedido, mas ele nem consegue proferir a palavra casamento, ou chamá-la pelo nome (ele a chama de FN - Futura Noiva). Após o pedido aceito, ele tem que enfrentar a maratona de conhecer a família dela, cuidar dos preparativos, e principalmente vencer o pânico que cresce nele a cada dia.      Charlie Ross conseguiu construir um personagem extremamente crível: simpático e preguiçoso, sensível e divertido, que se parece com muitas pessoas que conhecemos. A trama é bem desenvolvida, parecendo o roteiro de um filme, muito boa de se ler! O único porém é que nos capítulos finai…

SkankPlay

O Skank sempre foi uma banda inovadora em seus clipes. Seus vídeos normalmente tem algum diferencial na linguagem, na fotografia e até nas performances. Mas a proposta de seu último, "De Repente" foi bem além. Buscando uma interação maior com o público e usando ferramentas da internet, eles criaram um clipe totalmente interativo.

           A música foi dividida em seis canais no Youtube: bateria, baixo, guitarra, teclado e duas vozes. No site www.skankplay.com.br, além dos canais originais com os músicos do Skank, há vários outros com músicos, não músicos, fãs e até famosos. Pode-se então, "mixar" esses canais da forma que se quiser, montando uma banda virtual. Em seguida, é possível salvar esse clipe e compartilhá-lo de diversas formas. Mas caso você queira fazer parte dessa banda, há ainda uma opção para gravar e enviar o seu vídeo. Veja a explicação da banda para o projeto:

           Com o "SkankPlay", a banda conquistou ontem, dia 20, o Leão de …

Imelda May

Ouvi essa surpreendente cantora no ótimo programa "Later... With Jools Holland", que passa na HBO, e adorei de imediato. 

      Imelda May é irlandesa, tem uma fantástica voz e um visual anos 50 único. Ela já lançou 3 discos e seu repertótio é principalmente de Rockabilly, com alguma coisa de Blues. Ainda ganhou vários prêmios e ficou nos topos das paradas de sucesso da Irlanda e Inglaterra. Seu som é simplesmente contagiante!


      Seguem alguns clipes do segundo e terceiro álbuns, e outro ao vivo, com uma excelente versão de "Tainted Love" no programa do Jools Holland. Minha música preferida é a primeira: "Johnny's Got A Boom Boom", boa demais!




De Cada Amor Tu Herdarás Só O Cinismo

Eu já havia lido dois livros do Arthur Dapieve: "BRock - O Rock Dos Anos 80" e a biografia "Renato Russo - O Trovador Solitário", ambos muito bem escritos e sobre assuntos que eu adoro. 

     Quando vi esse primeiro romance dele, me interessei na hora. Me chamou a atenção o título gigantesco e dramático e a sinopse: Bernardino, 47 anos, no segundo casamento, com 2 filhos e diretor de criação de uma agência de publicidade decadente, acaba se apaixonando pela estagiária, Adelaide, 19 anos, ruiva e linda. De um tórrido caso, se transforma numa paixão obsessiva, e a vida de Dino vira de cabeça para baixo.       Um dos grandes charmes dos livro, e o que dá a química no romance dos dois é a música, pelo lado dele o Rock, e pelo dela a MPB. Eles se encontram pela primeira vez fora do trabalho num show do R.E.M., depois num show do Neil Young, depois num carnaval de rua. As referências musicais são ótimas e espalhadas pelo livro todo. O título, por exemplo, é da música…

Tempo Perdido - Trailer-Clipe - O Homem Do Futuro

Quando vi esse vídeo hoje, trailer-clipe do filme "O Homem Do Futuro", com a música "Tempo Perdido" da Legião Urbana, eu sabia que tinha que postar aqui no blog. Depois de "Faroeste Caboclo" e "Eduardo e Mônica", nada mais óbvio!       O trailer na verdade não tem nada a ver com a canção da Legião, ela é cantada em uma cena do filme pela Alinne Moraes e pelo Wagner Moura. Ficou bem legal!

      A história do filme é a seguinte: Zero (Wagner Moura) é um gênio da ciência que vive triste e sozinho. Acidentalmente ele volta no tempo e vê a chance de mudar seu futuro: encontrando a si mesmo, 20 anos mais novo, e evitando ser humilhado pela paixão da sua vida (Alinne Moraes). Como em toda comédia romântica, nada é tão simples quanto parece.         "O Homem Do Futuro" é dirigido pelo Claudio Torres, que também dirigiu "A Mulher Invisível", e estreia dia 2 de setembro. Mais informações no site do filme www.ohomemdofuturo.com.br. …

Adele

Talvez muita gente por aqui ainda não conheça esta cantora inglesa, mas ela acaba de desbancar a Lady Gaga do topo das paradas americanas. Também equiparou-se aos Beatles, tendo ao mesmo tempo o disco mais vendido e a música mais tocada na Inglaterra!  
      Seu segundo álbum, singelamente intitulado "21", vem trilhando um caminho ainda melhor que o anterior ("19"), que ficou entre os mais vendidos em vários países e ganhou dois Grammys em 2009.

     Adele canta muito! Tem uma voz forte, com um timbre que lembra um pouco Amy Winehouse, mas seu repertório é em boa parte de baladas com piano. Além de cantar, ela também compõe suas músicas.      Seguem alguns clipes que eu gosto muito, tanto do primeiro, quanto do segundo disco. Mas meu preferido é "Chasing Pavements". Além da música ser maravilhosa, o clipe é muito bonito! Pra curtir!
     Outras postagens sobre a Adele clicando AQUI!




Lugar Nenhum

Este é o primeiro livro do aclamado escritor inglês, Neil Gaiman, criador dos lendários quadrinhos de "Sandman".  Na verdade, a história foi criada para uma série de tv e depois adaptada num livro. Dá para perceber uma grande familiaridade desta obra com o seu trabalho nos quadrinhos. Tanto, que podia até fazer parte do mesmo universo da Terra dos Sonhos.

      Na trama, Richard tem uma bela noiva, um ótimo emprego e é feliz, até perder o rumo da sua vida ao ajudar uma menina ferida numa ruela de Londres. A menina, Door, é uma habitante do Submundo de Londres que teve sua família assassinada. Ao ajudá-la, ele deixa de existir para o mundo de cima, e só lhe resta acompanhá-la em busca do responsável pelos crimes na Londres-de-baixo.        Ler alguma obra do Neil Gaiman é sempre um prazer. O modo como ele cria todo um mundo a parte, enche de personagens e dá coerência a partir das linhas do metrô, é impressionante! Começar essa leitura é mergulhar nesse universo envolvent…

O Sol De Cada Manhã

Adoro quando algum filme me surpreende e mostra algo mais do que a história proposta. É o caso desta película, que teve o título em português mais poético do que o original ("The Weather Man").       Dirigido pelo Gore Verbinski, o mesmo dos "Piratas Do Caribe", o filme tem um tom melancólico em quase todo ele, refletindo o estado de espírito do protagonista: David Spritz. 

     Nicolas Cage está muito bem como o "homem do tempo" apático, distraído, imaturo e perdido, vendo sua profissão decolar, enquanto sua vida pessoal se desmorona sem ele conseguir entender o porquê. Sua esposa pediu o divórcio, ficou com a guarda dos filhos e já tem outro. Sua filha se sente deslocada, sozinha, semelhante a ele. Seu pai é um premiado escritor que está doente, com o qual ele se sente inferiorizado. Mesmo com uma boa chance profissional, ele não se aceita muito bem, e não sabe se relacionar com o público, que vive jogando comida nele na rua.

     Em meio a esse turb…

Your Love Alone Is Not Enough

Duas bandas que eu gosto muito são: The Cardigans e Manic Street Preachers. A primeira é uma banda sueca, que eu conheci há muitos anos atrás por conta de seu hit ultra-pop "Lovefool" (que não tem nada a ver com o resto do repertório deles). A segunda é do País de Gales, e eu já havia ouvido falar, mas só vim a conhecer mesmo depois deste clipe.        Essa música do Manic Street Preachers é do álbum "Send Away The Tigers", que é muito bom! E tem a participação da bela vocalista do The Cardigans, Nina Persson. Mais pra fente eu faço postagens sobre cada uma das bandas. Por enquanto, escutem bem alto:

Juliet, Nua e Crua

Como eu já falei algumas vezes por aqui: O Nick Hornby é um dos meus autores favoritos. Já li boa parte de seus livros, e os que ainda não li estão aqui na minha estante esperando a sua vez. Além de que seu best-seller "Alta Fidelidade" está no meu Top 5 permanente.        Seus livros nem sempre são ótimos, mas sua maneira de escrever, com o texto rico, cheio de referências à cultura pop, e sua visão do mundo me agradam muito.

      Pela sinopse, tendo o meio musical como pano de fundo, tive a certeza de que era um Nick Hornby dos bons! É a história de um músico que fez muito sucesso nos anos 80, Tucker Crowe, que de repente sumiu. Resolveu se exilar sem dar explicações do porquê a ninguém. Décadas depois, um grupo de fãs mantém o culto a ele por meio de um fórum na internet. Um de seus fãs mais ferrenhos, Duncan, mora numa cidadezinha da Inglaterra, e mora com Annie. Com o lançamento do álbum de maior sucesso de Crowe, "Juliet", em versão voz e violão: "J…

Simplesmente Amor

Para o Dia Dos Namorados, nada melhor do que um filme romântico, ou uma noitada no motel, ou os dois! Mas como ler sobre motéis não é muito interessante, o legal é ir! Vamos ao filme romântico: "Simplesmente Amor" 

      Na minha opinião, esse é o filme mais abrangente, mais completo sobre o amor. E antes de ouvir alguma crítica, quero deixar claro que para uma data comemorativa pop, vou falar de um filme pop, deixando os filmes conceituais de lado.

      Esse é o primeiro filme de Richard Curtis, famoso roteirista de comédias românticas. Ele usou todo seu repertório de histórias de amor para montar essa teia de tramas de paixão, encontros e desencontros. Assim, ele consegue montar um painel das várias faces do amor, nem sempre altruísta, sincero, correspondido, mas ás vezes egoísta e cínico. E como toda comédia romântica, podemos esperar pelo final feliz de (quase) todos personagens.

      É um filme apaixonante e muito divertido, com um excelente e vasto elenco: todos m…

Faroeste Caboclo - O Filme - Parte 3 - Promoção

Parece que o vídeo da equipe do filme cantando a música "Faroeste Caboclo" tem feito sucesso (veja AQUI).

    A Gávea Filmes, produtora da película está divulgando uma promoção bem interessante: "Cante Faroeste Caboclo & Concorra A Uma Vista Aos Bastidores".


        O negócio é o seguinte: até o dia 26 de junho pode-se enviar um vídeo cantando a música "Faroeste Caboclo", o autor de vídeo escolhido ganhará um dia de visita ao set de filmagens com tudo pago!    Entre no site oficial do filme www.faroestecaboclo.com.br para mais informações e prepare o seu clipe!




* Mais postagens sobre o filme clicando AQUI!

Vinícius

Eu assisti a esse documentário pela primeira vez no cinema. Lembro que saí tão deslumbrado, que não tinha palavras para definir o que eu sentia. Como todo mundo (ou quase), eu conhecia muitos poemas e músicas de Vinícius de Moraes, mas mergulhar na vida e obra desse grande poeta, de forma tão maravilhosa, era como redescobrir que havia poesia no mundo.

     O filme consegue envolver o espectador totalmente, mesclando a história do Vinícius, com músicas cantadas por grandes figuras da MPB, entrevistas com familiares, amigos e personalidades, e declamações de seus poemas por Ricardo Blat e Camila Morgado com performances inspiradas.

     Esta película é uma ode ao Poetinha, que na época ganhou esse apelido da crítica de maneira pejorativa, mas que acabou reforçando a intimidade do público com a sua obra. Sem sombra de dúvida, Vinícius de Moraes é o maior poeta brasileiro, conhecido e reconhecido internacionalmente, e extremamente vivo na cultura brasileira. 

Dancing The Whole Way Home

Fiquei conhecendo essa cantora sueca, Miss Li, por meio do blog Porcaria Sonora, que de porcaria não tem nada! Ela é famosa em seu país, e tem músicas muito boas! Transitando entre vários estilos, ela se sai muito bem com sua voz aguda, mas bem marcante.

      Quem quiser mais informações sobre ela cliquem aqui, e para baixar o disco com essa música, aqui.       Escolhi o clipe de "Dancing The Whole Way Home" por que eu adoro o refrão: "I fell in love last night, and I was dancing the whole way home". Quem nunca se sentiu assim depois de conhecer alguém muito especial à noite, que dá vontade de ir dançando para casa, mal esperando para chegar no dia seguinte?       O vídeo tem um visual bem retrô, combinando com o look da Miss Li. Curtam!

Vida De Gato

Quando eu terminei de ler o "Máquina De Pinball" da Clarah Averbuck (postei sobre ele aqui), fiquei morrendo de vontade de ler mais alguma coisa dela. Ela escreve bem e tem um estilo próprio. Algo muito difícil de se alcançar (acreditem, eu sei bem como é!).       Nesse seu segundo livro, ela mantém seu texto em "fluxo de consciência": pensamentos, ações e lembranças se misturam, e a leitura flui muito bem. Ela deixa um pouco de lado o sexo, drogas e rock 'n roll e mergulha numa paixão não correspondida obsessiva. 

      Na orelha do livro, Mário Bortolotto o compara a "Os Subterrâneos" do Jack Kerouac, e é exatamente isso. A personagem Camila enlouquece de paixão por seu Antônio. Não come, não dorme, não esquece e não aceita ser abandonada, muito menos sem uma explicação. Essa obsessão transcende o Antonio, e tanto seu apartamento, como São Paulo são reflexos disso: ela ama odiar, e odeia amar. A trama é um turbilhão envolvente. Quem já esteve ne…

Eduardo e Mônica - O Filme / Comercial Da Vivo

A essa altura, todo mundo já deve ter assistido a esse filme da Vivo para o Dia dos Namorados. Com o Facebook, Orkut, Twitter, etc, em algumas horas se tem milhares ou até milhões de visualizações.       Mas vamos ao filme: é muito legal! Muito bem feito, mesmo sendo um tanto literal, refletindo cada verso da lendária música da Legião Urbana. Toda a parte de telefonia foi muito bem inserida na história, e não fica forçada. Além de dar vontade de ver mais de uma vez.       Só faltou algo crucial: Brasília! Não só pela ambientação: o Parque da Cidade daqui não tem nada a ver com o Ibirapuera (SP) ou com o Jardim Botânico (RJ). A arquitetura da cidade é única! A geografia também! Em Brasília se vê o céu com abundância. Não se vê montanhas, e sim horizonte. Isso é a identidade da cidade. E cada uma tem a sua.        O problema desta música é que ela faz parte da cultura, da identidade de Brasília. Assim como "Garota de Ipanema" faz parte do Rio de Janeiro ou "Clube da Es…

Dancing Barefoot

Muita gente conhece essa música por meio da versão do U2, de 89, incluída na coletânea "The Best Of 1980-1990". Mas essa música é da cantora e poetisa Patti Smith, uma das mulheres mais influentes do rock' n roll. Essa canção foi lançada em 79, e já foi regravada por vários artistas, como o Simple Minds.       Na minha opinião, a única versão realmente boa é a do U2. Mas a original é ainda melhor!       Confiram então o clipe do U2 (não oficial, é uma montagem da música com outras imagens), e um vídeo da Patti Smith ao vivo no David Letterman. Bom demais!


Cê Tá De Bobeira

A Fernanda Pinho é uma cantora braziliense muito boa! Bastante conhecida no circuito de casas noturnas de Brasília, sempre mostrando sua voz poderosa e muita atitude.

     Agora ela está com uma música sua na trilha sonora da novela Rebelde da Record. Quem não é fã de novela (como eu) pode assistir o clipe aqui ou no site dela www.fernandapinho.com, e também conhecer outras canções. Muito sucesso Fernanda!

Stand By Me - Conta Comigo

Esse filme tem um valor sentimental para mim. Na verdade, tanto o filme quanto a trilha sonora.        Foi a primeira vez que eu fui ao cinema sozinho. Adorei a experiência! Não só pelo filme, me apaixonei pela sala escura, pelo ritual do refrigerante, pipoca doce, trailers e esquecer do mundo lá fora por pelo menos uma hora e meia. Daí pra frente eu repetiria essa experiência em inúmeras tardes de sábado.

     Muita gente já deve ter visto na TV, mas a história é bem simples: um grupo de amigos, formado por quatro garotos, fica sabendo do cadáver de um menino que foi achado na linha do trem, e resolvem fazer uma expedição até lá. Durante a aventura, os inseparáveis amigos se aproximam mais, cada um mostrando suas fraquezas e, nesse primeiro passo para o amadurecimento, percebem que sua amizade não durará mais que um verão.       Os garotos são ótimos! Todos continuaram atuando em séries de tv ou filmes menores, com exceção de River Phoenix, o garoto rebelde. Ele começou uma promis…